Cuiabá (MT), segunda, 01 de setembro de 2014
Vídeos


Quinta, 31 de março de 2011, 17h30

Bandidos marcam muros das casas como indicaçoes para assaltos.




Download Download


Leiamais veja também

+ ver todas os vídeos
Eparre

 Farpas femininas

Janete Riva deu claras indicações de que não pretende levar desaforo pra casa. À menção da prisão de genro e marido respondeu com a prisão do ex-fiscal da Secretaria de Fazenda, Said Martins, pai da esposa de Pedro Taques, Samira Martins.

 Jogo empatado


Jogo empatado e momento ideal para uma trégua. Riva quer fazer uma campanha propositiva e, ao que parece, esta é a linha seguida por Pedro Taques. Então não há motivos para a lavagem de roupa em público, como se diz.

 Trégua?


Espera-se, desta forma, uma trégua no horário eleitoral que fuja ao estilo "Israel e Hamas"na Faixa de Gaza. Isso não significa que um ou outro míssil não possa escapar e infligir alguns estragos. Dos dois lados.

 Expectativas


De repente Otávio Noronha, ministro do TSE, passou a ter a biografia escrutinada por repórteres apressados. Normal. O ministro ingressou no Superior Tribunal de Justiça via quinto constitucional. Tem boa experiência e é tido como um julgador na linha progressista. Como o voto do relator é, normalmente, o voto condutor do processo e Riva saiu do Tribunal Regional Eleitoral com votação unânime contra, uma vitória no âmbito do TSE acaba se tornando mais difícil.

 Difícil não é impossível


O desfecho do registro da candidatura de José Riva interessa a muitos quadros políticos que estão em compasso de espera e sem grandes empenhos pela disputa majoritária. É um jeito de evitar uma "exposição desnecessária" nesse momento. O TSE já tem julgados com decisões favoráveis em situações análogas à enfrentada pelo candidato José Riva. Alguns julgados não significam que se tenha firmado, ainda, jurisprudência a respeito. Em outras palavras, tudo pode acontecer.

Eparre

Quarta, 27 de agosto de 2014
Salvador Roger
Achei um pouco de romantismo nessa tal de festa da democracia. Eles fazem a festa, nós votamos, trabalhamos e de quebra ainda pagamos a conta. Arrego!

Segunda, 25 de agosto de 2014
Odacir
Não vou votar em f.d.p nenhum. Toco minha vida. Vou lá e "branco". Só para não pagar multa e não ter encheção de saco.

Segunda, 25 de agosto de 2014
Denival
Mania que esse povo tem de dizer que confia na justiça. Eu não confio p. nenhuma. Prefiro não levar meus problemas pra lá e se forem pra Justiça já sei que acontecerão dois coisas: se eu ganhar fica para os herdeiros e se perder to ferrado e na hora.

Segunda, 25 de agosto de 2014
Manoel de Assis
Em outras palavras, com a geração de ministros cagões como os que se tem atualmente no STF e congêneres, os caras decidem tudo de acordo com as conveniências. Técnica jurídica já era.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados