Cuiabá (MT), terça, 30 de junho de 2015
Vídeos


Quinta, 31 de março de 2011, 17h30

Bandidos marcam muros das casas como indicaçoes para assaltos.




Download Download


Leiamais veja também

+ ver todas os vídeos
Eparre

 Centésimo dia


Riva chega ao centésimo dia preso, depois da recusa de, pelo menos, 10 habeas corpus. Boa parte da instrução criminal já foi realizada sem quaisquer obstáculos.

 Garantismo e ordem processual


Está aí um caso a desafiar os pensadores e, mais ainda, um desafio aos juristas. Como explicar que prisões preventivas se transformem em cumprimento antecipado de pena a ponto de alguém preso superar os prazos de conclusão sem apenamento?

 Presunção de culpa


Reviraram a Constituição pelo avesso e não foi apenas no caso Riva. Em muitos outros. Há uma antítese ao garantismo constitucional que, por incrível que pareça, para certas figuras, conta com alguma simpatia popular.

 E você amanhã?


Aos que aplaudem esse rigor jurídico é bom lembrar que, a continuar esse desprezo pelo princípio da presunção da inocência e o "in dubio pro reo", estaremos assistindo a um regresso civilizatório.
Como não há Oráculo de Delfos em atividade e o futuro é imprevisível, alguém que hoje aplaude, poderá, no futuro, precisar dos direitos e garantias individuais e do devido processo legal. Mais de 100 processos sem condenação não retira a condição de primariedade de ninguém. O problema é que ninguém quer admitir isso e Chico Buarque tinha razão pois todos querem jogar "pedra na Geni".

Eparre

Domingo, 07 de junho de 2015
Frederico
A gente lê a coluna e se põe em guarda. Quem a escreveu merece aplausos pela lembrança de que "eu posso ser você amanhã". Ou seja, quem aplaude a Justiça sacana contra o Riva poderá vir a ter essa mesma Justiça contra si. Ninguém está livre de escorregar numa casca de banana. Os que não entenderam a coluna podem continuar mamando.

Domingo, 07 de junho de 2015
joão bragion neto
Só não entendo porque para os empregados domésticos, o aviso prévio terá considerações especiais, como o acréscimo de dias proporcionais ao tempo de serviço, sendo que as demais categorias profissionais não gozam deste direito!Isso não é elitista? Os direitos não deveriam ser iguais para todos?? Porque será?....??

Terça, 02 de junho de 2015
Honorato Almeida
Olha. Enquanto estiver em debate uma reforma política que parece que muda para deixar tudo pior, melhor ficar como está. A gente poderia escolher político no palitinho. É tudo a mesma merda.

Terça, 02 de junho de 2015
K.W.
Vcs devem estar aprontando alguma coisa. Só pode.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados