Cuiabá (MT), quarta, 27 de julho de 2016
Vídeos


Quinta, 31 de março de 2011, 17h30

Bandidos marcam muros das casas como indicaçoes para assaltos.




Download Download


Leiamais veja também

+ ver todas os vídeos
Eparre

 Sem e com pressa


Mauro Mendes prossegue em conversações que varam madrugada e diz que não tem pressa. Acredita-se. O assédio ao prefeito, no entanto, revela, na prática, mais a pressa dos possíveis aliados do que a própria.

 Demora positiva


A demora conspira a favor do prefeito. Mantem os adversários, por sua vez, em compasso de espera. A composição da chapa majoritária encabeçada por Mauro Mendes irá definir a maior ou menor dispersão dos candidatos de Oposição.

 Passativa


Seria inevitável no PMDB, cujo diretório municipal é conduzido por Clovis Cardozo, fiel escudeiro de Carlos Bezerra, o "cacique". Valtenir Pereira, recém ingresso no PMDB, não tem acompanhado as votações do presidente do Diretório Regional e isso é imperdoável para o velho morubixaba.

 Tapetaço


Emanuel Pinheiro, recém-convertido ao PMDB, tratou de auxiliar o cacique geral na "passativa" e o tapetaço parece ter sido absorvido por Valtenir. Ninguém ignora que a metodologia reeleitoral de Valtenir Pereira, que já passou por outras legendas, é a de reeleger-se em visita às bases e por serviços prestados que incluem, inevitavelmente, as famosas "emendas parlamentares".

 Dependencia


Como a liberação de emendas é impositiva, mas, cabe ao Executivo definir a oportunidade, ninguém sabe se Valtenir seria reelegível sem o conforto de firmar-se na base aliada de qualquer governo. Quem acompanha a sua trajetória política que começou na vereança com mais de 5.000 votos que lhe permitiram alcançar o cargo de deputado federal, sabe que Valtenir tem, a essa altura, um embornal cheio de votos, se não suficientes para ter voo próprio, capazes de lhe garantir uma vaga no Parlamento, ainda assim.

Eparre

Terça, 26 de julho de 2016
Lucio Ferreira
Se o Mauro errar na escolha arrisca-se a ir para um segundo turno e aí será um salve-se quem puder.

Terça, 26 de julho de 2016
Abimael
O Valtenir agora vai saber porque o apelido do Bezerra é mão-de-pilão. Uma porque é pão duro e outra porque é traíra até na alma.

Terça, 26 de julho de 2016
K.W.
Bezerra tá certo. Política é um negócio como tantos outros só que agora, depois da Lava Jato, ficou mais arriscado.

Sábado, 23 de julho de 2016

Entre a notícia e a realidade que vocês expõem nos bastidores vou ser sincero: gosto mais da coluna e dos comentários porque não mentem jamais. A briga do Leitão com o Juarez em Sinop é um exemplo disso. E ninguém comenta na capital.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados