Cuiabá (MT), segunda, 24 de novembro de 2014
Turma do Epa
Sexta, 25 de fevereiro de 2011, 17h24
Chapeu BLOG DA SANDRA CARVALHO

Explosão em São Vicente Completa 13 anos

Sobrevivente conta com detalhes o horror da tragédia e a sua dramática recuperação
Da Redação  / Cuiabá

Há quase treze anos um grave acidente aconteceu na Serra de São Vicente, em Cuiabá. Uma carreta carregada de gás de cozinha (GLP) explodiu e destruiu outras sete carretas, atingiu quatro carros, vitimou quatro pessoas e deixou mais dez gravemente feridas.

O fogo provocado pela explosão atingiu uma área de 100 metros de cada lado da carreta e continuou por mais de uma hora, destruindo a vegetação. O tráfego na rodovia ficou interrompido por mais de seis horas e duas filas de mais de 20 quilômetros, formaram-se nos dois sentidos da pista.
 
Um dos sobreviventes dessa tragédia é José Antônio das Neves que teve 65% do corpo queimado, na época, Neves tinha 29 anos e estava num veículo com mais duas pessoas que não resistiram aos ferimentos e morreram dias após a explosão.
 
Neves teve que passar por 72 cirurgias, hoje com 42 anos continua casado com a esposa da época do acidente e tem três filhos. No blog da jornalista Sandra Carvalho, você encontra a reportagem completa sobre essa tragédia e ainda confere  uma entrevista exclusiva na qual Neves lembra o horror da tragédia, a dramática recuperação, as marcas pelo corpo, o apoio da família, a solidariedade de amigos e desconhecidos, a importância da religião e manda um recado para quem está enfrentando problemas na vida.
 
 
 

 leia também
Segunda, 24 de novembro de 2014
07:35
Chapeu MUDANÇAS
Mauro extingue 9 secretarias
O projeto, discutido antecipadamente com vereadores, busca dimensionar a máquina administrativa da capital para um cenário econômico mais apertado e com projeção de queda da arrecadação futura.
Sábado, 22 de novembro de 2014
21:33
Chapeu SAÚDE INDÍGENA
Mortalidade alta entre índios exige mais serviços de saúde
A recomendação para que antrópologos façam parte das equipes de atendimento aos indígenas foi encaminhada ao secretário especial de Saúde Indígena, Antônio Alves, e para os coordenadores dos DSEIs Xavante e Xingu.
21:12
Chapeu enade
Mais de 483 mil estudantes devem fazer o Enade no domingo
Concluintes de cursos de bacharelado, licenciatura e tecnólogo de todo Brasil devem fazer amanhã (23) o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).
Sexta, 21 de novembro de 2014
07:40
Chapeu CAIXA PRETA?
Coordenador de transição repete discurso
Primeiro a redução de secretarias, em seguida o anúncio do déficit sem dizer quanto é. Agora a próxima medida: revisão futura de contratos.
Quinta, 20 de novembro de 2014
16:58
Chapeu ipi
Anfavea: IPI para automóveis sobe em 1º de janeiro
O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis será elevado a partir de 1º de janeiro
Segunda, 17 de novembro de 2014
07:44
Chapeu DETRAN
Financiamento ilegal a Sindicato de Auto-Escolas
Os Centros de Formação de Condutores dependem do fornecimento da numeração dos contratos para executarem serviços numa manobra ilegal para financiar a entidade sindical.
Domingo, 16 de novembro de 2014
22:10
Chapeu lava jato
Dilma: investigação da Petrobras mudará para sempre o país
"A grande diferença dessa questão é o fato dela estar colocada à luz do sol"
Sábado, 15 de novembro de 2014
16:00
Chapeu Transição
Taques antecipa parte do secretariado
Ainda sem organograma completo mas com uma ideia clara de enxugamento da máquina pública, governador eleito começa a definição de nomes.
Sexta, 14 de novembro de 2014
07:45
Chapeu SANEAMENTO
CAB não comenta fala do prefeito mas explica tarifas
CAB prefere não comentar as declarações do prefeito Mauro Mendes (PSB) enquanto prossegue em seu trabalho.
07:36
Chapeu BR-163
Obras exigem redução de impactos ambientais
A duplicação e extensão da BR-163 de forma a completar, por asfalto, a ligação entre Cuiabá e Santarém, exige abordagem capaz de diminuir os impactos ambientais das obras.

+ ver todas as matérias
Eparre

 Anti-empreiteiras


O discurso prevalecente na equipe de transição do governador eleito Pedro Taques denota um nítido viés "anti-empreiteiras", por sinal, potencializado com as manchetes cada vez mais virulentas sobre a "Operação Lava Jato".

 Quem fará as obras?


Fica-se com a nítida impressão de que o próprio Estado é quem fará as obras tamanha a ojeriza desenvolvida contras as empreiteiras. Dizem, por sinal, que não foram sequer aceitas doações de campanha desses tradicionais doadores.

 Revisão de contratos


A "revisão de contratos" das empreiteiras que ainda têm obras em andamento - a se acreditar no discurso - será inevitável e implicará, por dever de ofício, na avaliação das planilhas de custo e a relação com os projetos executivos das obras.

 Vida dura


As empreiteiras vão enfrentar "pedreira" na próxima gestão. A contratação de obras será examinada com "lupa". Contratos que ultrapassaram a administração Silval Barbosa serão submetidos a rigoroso escrutínio para a devida economia das arcas públicas.

 Mercado restrito


O "mercado de obras públicas" é restrito. Há quem entenda que poucas empresas entram no jogo por ação de quem já se encontra a bom tempo prestando serviços ao Estado e se dimensionou para bons volumes de obras e lucros. A cupidez das empreiteiras, de fato, leva a crer que este é um mercado restrito e de poucos "players" como é usual se dizer.

 Livre concorrência e cartelização


A "cartelização" nesse ambiente é quase inevitável. Para maximizar lucros e até atender a demandas futuras de doações para campanhas, as empreiteiras tratam de inflar os respectivos preços para manter as regras do jogo. Ah! Bom lembrar: o pessoal do ramo não acha boa uma possível mudança nas regras do jogo. Vai promover uma redução geral na última linha do balanço. Em outras palavras: reduzir lucros.

Eparre

Quarta, 19 de novembro de 2014
Pedro Amorim
Vocês acham que o conselheiro Domingos Neto não influiu na reprovação das contas da Prefeitura de Várzea Grande e abriu a picada para a intervenção do MP? Os Campos ainda não estão mortos politicamente e Jayme quer voltar à Prefeitura. Ele adora governar Várzea Grande.

Quarta, 19 de novembro de 2014
Doraci de Almeida
Eu não sei porque toda essa pirotecnia para encarar o Wallace. Bastavam os mandados e assunto encerrado. O trabalho seria feito do mesmo jeito. O espetáculo é para desgastar o prefeito com a opinião pública.

Segunda, 17 de novembro de 2014
Pedro Amorim
A OAS, Camargo Correia, Odebrecht, Mendes Jr., Andrade Gutierrez, e outras, sempre foram financiadoras de campanhas eleitorais. E vocês acham que o dinheiro saía do bolso delas? Então é melhor fazer o financiamento público e quem for pego com dinheiro alheio perde o mandato. Fim de papo.

Segunda, 17 de novembro de 2014
Ladislau
Essa pilantragem toda que vem sendo feito na Petrobrás como disseram os procuradores no Paraná, vem de longe, muito longe...O período mais recente remonta a 1999 pra cá. Todos mamaram seja pra financiar campanha ou pra enfiar nos próprios bolsos. Vão se dar mal. Ou se faz a reforma política ou esse país entra em crise.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 Explodindo Barris
CaC2 + H2O + O2 = C2H2 + vatra(fire) = BOOOOM!
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados