Cuiabá (MT), quinta, 18 de outubro de 2018
Turma do Epa
Segunda, 24 de setembro de 2018, 09h11
Chapeu SUCESSÃO

Eleição no Corecon: confusão à vista

Pente-fino em Chapa 1 resulta em impugnação
Itamar Perenha  / Cuiabá-MT

O Conselho Regional dos Economistas promove a substituição de 1/3 de seus integrantes via disputa de duas chapas no seu processo de renovação periódico.

Os novos ventos que sopram, no entanto, para as entidades representativas apontam uma renovação que foi, aos poucos, eliminando as relações de compadrio, concessões a grupos de interesse ou privilégios e, sobretudo, buscando quadros de boa reputação para que essas organizações se projetem com o devido respeito no campo social.

Crivo rígido

O Corecon avançou tanto em representação quanto em qualidade dos serviços prestados aos seus associados, com a capacitação da estrutura de atendimento e fiscalização do exercício profissional num conjunto de atividades que, de certa forma, remodelou a instituição.

É esse mesmo crivo que trouxe a disputa que busca refletir o espírito que norteia a entidade e que resultou no pedido de impugnação da candidatura de Edisantos Santana, da chapa 01 - "Reforma Econômica", por responder a processos de natureza criminal eleitoral e a outros, próprios da Vara de Família, a lhe responsabilizar condutas reprimidas pela Lei Maria da Penha e até pelo descumprimento de pensões de natureza alimentícia com desdobramento mais severo em âmbito judicial.

Como se tratam de questões que desbordaram para o aspecto público tornou-se inafastável os reflexos da conduta do, agora candidato, ao conjunto que compõe e que a Chapa 02 - "Valorizando o Economista", entende como motivo conspícuo a impedir a participação desse associado na eleição tanto que se opôs à candidatura no prazo legal, 18/09/2018, pontuando as incoerências que implicam, na ótica mais ampla e como organização inserta no contexto da sociedade, na inelegibilidade do candidato.

Entre os elementos a impulsionar a impugnação figuram acusações interpostas pelo Ministério Público Eleitoral (processo 687-35.20016.6.11.0055) a tratar de corrupção e fraude em candidaturas à vereança, violência doméstica (processo criminal 8939-40.2018.811.0042) incluindo pedido de pensão alimentícia (28373-10.2015.811.0042) além de outros procedimentos, também no âmbito da Justiça, a tratarem de irregularidades em prestações de contas eleitorais.

O advogado da Chapa 02, José Márcio de Oliveira, entende que tais violações, além da transgressão a preceitos legais e que alcançaram domínio público, configuram violações ao Código de Ética do Economista pautado por princípios calcados na honestidade e humanidade. Tais fatos agridem o Artigo 12 do Código de Ética e afrontam a própria instituição no seu esforço de manter uma instituição de classe capaz de valer-se da eleição para recompor quadros de qualidade e respeitabilidade social.

Na perspectiva do advogado toda a chapa 01 - "Reforma Econômica" - representada por Renato Gorski poderá ser implicada pelo descuido, mesmo de caráter involuntário, ao indicar membro que não se enquadre no perfil buscado pela entidade nos seus quadros de representação, fato que deverá ser apreciado pela Comissão Eleitoral ressalvando-se o direito de defesa e o devido processo.

Confusão à vista

O que se observa nas eleições de diversas entidades, tanto as de representação sindical quanto aos conselhos de classe ou categoria profissional, é um intenso processo de depuração cujo objetivo é melhorar a qualidade dessas representações e os serviços que prestam à sociedade, tanto de forma direta quando indiretamente ao fiscalizarem o exercício profissional.

Deste movimento têm surgido disputas cada vez mais acirradas, com o reperfilamento de quadros, tornando as entidades mais consentâneas com uma sociedade mais exigente e com um crivo cada vez mais rigoroso sobre as representações, o que, apesar de ânimos mais acirrados, resultam em mobilização e na busca de representantes mais comprometidos.


 leia também
Terça, 09 de outubro de 2018
14:11
Chapeu CORECON
Chapa 1 tem mais impugnação
Uma eleição mais quente no Conselho Regional de Economia
Segunda, 08 de outubro de 2018
13:26
Chapeu ELEIÇÕES 2018
Renovação no Senado exigirá mais de novo presidente do país
Com mais partidos representados e menos parlamentares conhecidos na composição, o Senado passou por uma grande renovação neste pleito 2018.
13:23
Chapeu ELEIÇÕES 2018
Bolsonaro fica hoje em casa; Haddad vai a Curitiba visitar Lula
Os dois disputam o 2º turno no próximo dia 28
13:10
Chapeu ELEIÇÕES 2018
Ressaca cívica em MT
Havia expectativa de eleições em segundo turno, mas, acabou.
13:06
Chapeu CORECON
Conflito de valores e impugnação
Sociedade exige mais e propõe depuração de chapa
Quinta, 27 de setembro de 2018
12:36
Chapeu ELEIÇÕES 2018
Caneladas e golpes abaixo da cintura
Este é o panorama do horário eleitoral gratuito na disputa de governador
Terça, 25 de setembro de 2018
21:17
Chapeu ELEIÇÕES 2018
Brasileiros aptos a votar no exterior são mais de 500 mil
Miami e Boston são as cidades que mais reúnem eleitores brasileiros
21:14
Chapeu economia
Fraudes em cartão de crédito nas transações de celular crescem no país
O número de fraudes envolvendo cartões de crédito em transações pelo celular tem aumentado no país.
21:12
Chapeu política
Temer admite suspender intervenção no Rio para votar Previdência
Presidente concedeu entrevista exclusiva para EBC nos Estados Unidos
21:09
Chapeu CORECON
Comissão Eleitoral rejeita impugnação
Por ausência de trânsito em julgado de decisões judiciais, Comissão recusa impugnação.

+ ver todas as matérias
Eparre

 Relax


As equipes de campanha vencedoras entraram em momento de "relax". Depois do sufoco da apuração vem, de fato, esse momento de calmaria.

 Até o pagamento


E esse momento de calmaria costuma durar até o próximo pagamento. Pelo número de cobranças judiciais em andamento, o marketing político se tornou muito arriscado embora haja outras formas de compensação pelos serviços prestados e não constantes, obrigatoriamente, de prestação de contas de campanha.

 Como as bruxas


"Jo no lo creo en las brujas, pero las hay, las hay". Ainda há muitas "bruxas" à solta nesse período pos-eleitoral. Ninguém sabe até onde as vassouras vão conduzi-las.

Eparre

Terça, 25 de setembro de 2018
Jurandir
Tá difícil escolher um candidato a governador. Tirante os desconhecidos, só safados.

Segunda, 24 de setembro de 2018
Luiz Roberto
Acho que o pau vai torar no segundo turno. O MM se não ganhar no primeiro não leva depois. Pode anotar. Quanto ao Corecon é mais uma das brigas como as do CRECI, CREA, CRA, CRM...Se é prestação gratuita de serviços é de estranhar tamanha generosidade. Algum benefício tem. Mesmo indireto, mas tem. Prestígio, por exemplo. Vale mais que dinheiro.

Segunda, 24 de setembro de 2018
Manoel Fernandes
Acho que o Corecon ganhou mais organização e seriedade. Sempre há uma ovelha manca em todo rebanho, mas, essa se machucou sozinha.

Domingo, 23 de setembro de 2018
Edvaldo
Entra conselho e sai conselho, Sindicados e Conselhos Regionais continuam na mesma. Um grupo que entra não quer sair e o que sai sempre quer voltar. Deve ser bom, né?

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 HUMOR
10 coisas que você não deve fazer num velório!
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados