Cuiabá (MT), terça, 06 de dezembro de 2016
Turma do Epa
Quinta, 24 de março de 2011, 18h13
Chapeu BOI SONSO

Paralisação do frigorífico Mata Boi pode não ser calote. Ainda!

Pecuaristas receiam que a justificativa de falta de caixa seja pretexto para pedido de recuperação judicial e posterior calote
Itamar Perenha  / Cuiabá-MT

 

Os pecuaristas reagiram com apreensão à notícia do fechamento temporário do Frigorífico “Mata Boi” em Rondonópolis, temendo mais um golpe no setor. Escaldados pelos prejuízos do 4 Marcos, Frialto, Estrela e Arantes Alimentos, entre outros, temem mais um calote na praça.
 
Pecuaristas da região sul do Estado, responsáveis pela maior parte do fornecimento das cerca de 600 cabeças/dia levadas a abate na planta de Rondonópolis, receiam que a justificativa de “descompasso no fluxo de caixa”, concedida à guisa de explicação para a interrupção dos pagamentos, seja, ao fim, mais um doloroso processo de “recuperação judicial”, como de praxe, lento, arrastado e com prejuízos aos produtores.
 
Luciano Vacari, superintendente da ACRIMAT (Associação dos Criadores de Mato Grosso) concedeu entrevista coletiva à imprensa constatando a interrupção da escala de abate sem, contudo, conseguir contato com o responsável pelo Grupo Industrial “Mata Boi”, com o prenome de Murilo, para afastar os temores dos pecuaristas.
 
Privilégios ao JBS e Marfrig
 
Na visão da ACRIMAT há, além dos problemas de gestão próprios de cada planta industrial que provocaram a sucessão de calotes, uma questão de fundo: os privilégios concedidos aos grupos JBS e Marfrig que, a pretexto de se internacionalizarem, receberam polpudos empréstimos subsidiados do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Foi assim que as duas empresas, somadas ao Frigorífico Bertin, conseguiram adquirir plantas industriais importantes na Argentina, Estados Unidos, Itália, entre outros países, privando os pequenos e médios frigoríficos nacionais de terem acesso a uma fonte de recursos a juros atraentes. O problema, segundo Vacari, é que essa atração aconteceu em detrimento do expressivo mercado produtor nacional e, em particular, Mato Grosso, onde o JBS, a despeito de sustentar-se com empréstimos subsidiados por todos nós, fechou a planta de Cáceres, deixando de gerar negócios e empregos aqui para criá-los em outras partes do mundo.
 
“Trata-se de uma política industrial claramente equivocada e danosa à indústria brasileira processadora de carne onde há, progressivamente, menos competição. Isso é uma evidente contradição, uma concepção política pública incompatível com a posição ocupada pelo Brasil de grande produtor de carne bovina mundial, e, em especial Mato Grosso, detentor do maior rebanho nacional”, completou.
 
Reestruturação do setor
 
Luciano Vacari procura vocalizar o pensamento dos pecuaristas que descartam a possibilidade de virem, no futuro, por associações ou movimentos cooperativos, gerir unidades frigoríficas. Para ele algumas experiências foram mal sucedidas o que demonstra que a vocação da classe se expressa, com maior competência, da porteira para dentro, onde conseguem produzir, de forma competitiva, em custos e qualidade. “É esperar os desdobramentos dessa paralisação do abate em Rondonópolis, buscar mais informações junto aos empresários responsáveis pelas plantas industriais e torcer para que o “Mata Boi” retome os pagamentos e se mantenha em atividade. Por ora, apenas esperança”, finalizou.
 

 matérias relacionadas
Segunda, 24 de outubro de 2011
11:04
Chapeu é o boi
Pecuaristas de MT vão gastar R$ 44,3 milhões com vacinas
Preço da dose da vacina contra aftosa aumentou 25,5% e a arroba 4,2%
Segunda, 03 de outubro de 2011
12:57
Chapeu Mataboi
Novo 'plano' de pagamentos é estudado
O frigorifico Mataboi tem uma dívida de mais R$ 100 milhões com os pecuaristas
Quarta, 23 de março de 2011
12:50
Chapeu BOI SONSO
Frigorífico fecha em Roo e calote do setor chega a R$ 300 mi
O processo de recuperação judicial nesses casos é lento e até agora não se tem exemplos de bom desfecho

 leia também
Quarta, 30 de novembro de 2016
16:58
Chapeu Economia
Instituições financeiras esperam corte de 0,25 ponto percentual na Selic
O Comitê de Política Monetária do Banco Central anuncia hoje, decisão sobre a taxa básica de juros. A expectativa de instituições financeiras pesquisas pelo BC é de novo corte de 0,25 ponto percentual, nesta última reunião do Copom este ano.
16:53
Chapeu política
"As 10 Medidas contra a corrupção não existem mais", diz Janot
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, criticou hoje (30) as mudanças feitas pelos deputados federais no texto original do Projeto de Lei (PL) 4.850/16, que trata das Dez Medidas de Combate à Corrupção, projeto popular incentivado pelo Minis
16:52
Chapeu Economia
IBGE: PIB cai 0,8 % no terceiro trimestre e tem a sétima queda seguida
O Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, fechou o terceiro trimestre do ano com queda de 0,8% em relação ao trimestre anterior.
16:50
Chapeu educação
Comissão mista aprova MP do Ensino Médio
A comissão mista criada no Senado para discutir a medida provisória que reestrutura o ensino médio aprovou, hoje (30), o parecer do relator, Pedro Chaves (PSC-MS).
16:47
Chapeu Tragédia na Colômbia
Velório coletivo de vítimas do acidente aéreo será na Arena Condá, em Chapecó
A Prefeitura Municipal de Chapecó confirmou hoje (30) que o velório das vítimas do acidente aéreo na Colômbia será realizado na Arena Condá, estádio da Chapecoense.
Segunda, 21 de novembro de 2016
14:49
Chapeu política
Maioria da Comissão de Ética vota por investigar Geddel, mas decisão é adiada
Cinco conselheiros votaram pela instauração do processo, mas um pedido de vista do conselheiro José Saraiva levou ao adiamento da decisão, que deve ser avaliada na próxima reunião do colegiado, marcada para 14 de dezembro.
14:47
Chapeu religião
Papa concede a padres decisão de perdoar quem comete abortos
O papa Francisco concedeu hoje (21) aos sacerdotes a decisão de absolver ou não as pessoas que cometeram aborto e procuram a Igreja Católica para se redimir.
14:44
Chapeu educação
MEC avalia a alfabetização de mais de 2,7 milhões de crianças até sexta
Até sexta-feira (25), 2.707.348 crianças do 3º ano do ensino fundamental das escolas públicas do país serão avaliadas para saber o nível da alfabetização em português e dos conhecimentos em matemática.
14:42
Chapeu Economia
Mercado financeiro reduz projeção de inflação para 6,80% este ano
Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram a projeção de inflação pela segunda vez seguida.
14:35
Chapeu Economia
BB fará reestruturação, com fechamento de agências e incentivo à aposentadoria
O Banco do Brasil vai fechar agências bancárias, ampliar o atendimento digital, lançar um plano de aposentadoria incentivada e propor redução de jornada de trabalho para parte dos funcionários.

+ ver todas as matérias
Eparre

 Bate-boca (1)


O primeiro foi na sessão de impeachment. A senadora Gleisi Hoffman (PT) e o senador Ronaldo Caiado (DEM) protagonizaram uma discussão séria que chegou ao ponto da senadora dizer que "os senadores não têm condições morais de julgar a presidenta Dilma". De fato, não têm. O povo já aprendeu como se comportam os políticos e eventuais exceções não desmerecem a regra geral: aprendem a malandragem no exercício da vereança, aperfeiçoam como prefeito, melhoram mais como deputados estaduais, especializam-se como deputados federais e refinam-se como senadores.

 Bate boca (2)


Carlos Fávaro (PSD), vice-governador, e o deputado federal Fábio Garcia (PSB) também trocaram desaforos em tom alto. Precisou intervenção da "turma do deixa-disso" para as coisas se acalmarem.

 Barranco x Taborelli


O deputado eleito Waldir Barranco (PT) que até hoje não conseguiu exercitar o mandato por rejeição de contas pelo TCE foi beneficiado pela decisão do Supremo Tribunal Federal que suspendeu as inelegibilidades decretadas pela Corte de Contas. Assume em lugar de Pery Taborelli (PV), este em plena campanha para a Prefeitura de Várzea Grande.

 Começou o horário eleitoral gratuito


As "inserções" no Rádio e TV começaram e, com isso, as campanhas majoritárias se encorpam. Os "VTs", jingles e spots, peças publicitárias utilizadas nessas ocasiões, são bastante criativos. Em regra não diferem da qualidade do material produzido pelas Televisões e, em alguns canais, são até melhores.

 Bombardeio


No ritmo proposto pela nova legislação eleitoral, as tais "inserções" vão se constituir em autêntico bombardeio. Não vão poupar os programas de maior audiência. É exatamente o que esperam as coordenações de campanha que consideram o horário eleitoral gratuito essencial.

 Largada x chegada


Como sempre a velha discussão: quem será o alazão e quem o "cavalo paraguaio". O último é bom de arranque mas se cansa ao longo da campanha. O segundo costuma manter o galope com constância e por mais tempo. O problema está na variável tempo: será que os "cavalos paraguaios", enfim, terão reconhecida a capacidade de arrancada?

 Nanicos


Com a decisão do STF, os candidatos de Partidos nanicos voltam a participar dos debates eleitorais a depender dos resultados que obtenham em pesquisas registradas nos Tribunais e que demonstrem a relevância da respectiva participação. Taí. Mais "judicialização" da política.

Eparre

Segunda, 22 de agosto de 2016
Lucio Ferreira
O KW exagerou na caipirinha assistindo a jogo de voley. Só pode.

Domingo, 21 de agosto de 2016
K.W.
Essa coluna é um primor para decodificar a marquetagem e a politicagem. Mostra, também, a "guerra dos marqueteiros" apesar de um pouco mais de continencia do Kleber Lima. Deve estar pondo a casa em ordem depois da desistencia do Mauro.

Sexta, 19 de agosto de 2016
K.W.
Como conseguimos por uma turma de refinados pilantras tanto na presidencia quanto em Ministérios como uma "solução para o Brasil". Isso é que é asssalto. Assalto ao poder e sua expressão maior na Casa da Moeda. Perto dos ladrões de Banco isso é fichinha.

Sexta, 19 de agosto de 2016
Marcio
Li essa coluna e me deu até arrepio. Minha nossa. E os mais antigos dizem que esses crápulas se propunham a restaurar a democracia e a honestidade na política.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 publicidade
Parlamento Mirim 2016 - Assembleia Legislativa de Mato Grosso
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados