Cuiabá (MT), sexta, 24 de outubro de 2014
Turma do Epa
Quinta, 24 de março de 2011, 18h13
Chapeu BOI SONSO

Paralisação do frigorífico Mata Boi pode não ser calote. Ainda!

Pecuaristas receiam que a justificativa de falta de caixa seja pretexto para pedido de recuperação judicial e posterior calote
Itamar Perenha  / Cuiabá-MT

 

Os pecuaristas reagiram com apreensão à notícia do fechamento temporário do Frigorífico “Mata Boi” em Rondonópolis, temendo mais um golpe no setor. Escaldados pelos prejuízos do 4 Marcos, Frialto, Estrela e Arantes Alimentos, entre outros, temem mais um calote na praça.
 
Pecuaristas da região sul do Estado, responsáveis pela maior parte do fornecimento das cerca de 600 cabeças/dia levadas a abate na planta de Rondonópolis, receiam que a justificativa de “descompasso no fluxo de caixa”, concedida à guisa de explicação para a interrupção dos pagamentos, seja, ao fim, mais um doloroso processo de “recuperação judicial”, como de praxe, lento, arrastado e com prejuízos aos produtores.
 
Luciano Vacari, superintendente da ACRIMAT (Associação dos Criadores de Mato Grosso) concedeu entrevista coletiva à imprensa constatando a interrupção da escala de abate sem, contudo, conseguir contato com o responsável pelo Grupo Industrial “Mata Boi”, com o prenome de Murilo, para afastar os temores dos pecuaristas.
 
Privilégios ao JBS e Marfrig
 
Na visão da ACRIMAT há, além dos problemas de gestão próprios de cada planta industrial que provocaram a sucessão de calotes, uma questão de fundo: os privilégios concedidos aos grupos JBS e Marfrig que, a pretexto de se internacionalizarem, receberam polpudos empréstimos subsidiados do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Foi assim que as duas empresas, somadas ao Frigorífico Bertin, conseguiram adquirir plantas industriais importantes na Argentina, Estados Unidos, Itália, entre outros países, privando os pequenos e médios frigoríficos nacionais de terem acesso a uma fonte de recursos a juros atraentes. O problema, segundo Vacari, é que essa atração aconteceu em detrimento do expressivo mercado produtor nacional e, em particular, Mato Grosso, onde o JBS, a despeito de sustentar-se com empréstimos subsidiados por todos nós, fechou a planta de Cáceres, deixando de gerar negócios e empregos aqui para criá-los em outras partes do mundo.
 
“Trata-se de uma política industrial claramente equivocada e danosa à indústria brasileira processadora de carne onde há, progressivamente, menos competição. Isso é uma evidente contradição, uma concepção política pública incompatível com a posição ocupada pelo Brasil de grande produtor de carne bovina mundial, e, em especial Mato Grosso, detentor do maior rebanho nacional”, completou.
 
Reestruturação do setor
 
Luciano Vacari procura vocalizar o pensamento dos pecuaristas que descartam a possibilidade de virem, no futuro, por associações ou movimentos cooperativos, gerir unidades frigoríficas. Para ele algumas experiências foram mal sucedidas o que demonstra que a vocação da classe se expressa, com maior competência, da porteira para dentro, onde conseguem produzir, de forma competitiva, em custos e qualidade. “É esperar os desdobramentos dessa paralisação do abate em Rondonópolis, buscar mais informações junto aos empresários responsáveis pelas plantas industriais e torcer para que o “Mata Boi” retome os pagamentos e se mantenha em atividade. Por ora, apenas esperança”, finalizou.
 

 matérias relacionadas
Segunda, 24 de outubro de 2011
11:04
Chapeu é o boi
Pecuaristas de MT vão gastar R$ 44,3 milhões com vacinas
Preço da dose da vacina contra aftosa aumentou 25,5% e a arroba 4,2%
Segunda, 03 de outubro de 2011
12:57
Chapeu Mataboi
Novo 'plano' de pagamentos é estudado
O frigorifico Mataboi tem uma dívida de mais R$ 100 milhões com os pecuaristas
Quarta, 23 de março de 2011
12:50
Chapeu BOI SONSO
Frigorífico fecha em Roo e calote do setor chega a R$ 300 mi
O processo de recuperação judicial nesses casos é lento e até agora não se tem exemplos de bom desfecho

 leia também
Sexta, 24 de outubro de 2014
07:38
Chapeu NA MIRA
MP busca ressarcir R$ 75 milhões do JBS
Benefícios indevidos engordaram caixa de processadora de carne
Quinta, 23 de outubro de 2014
07:45
Chapeu ENXUGAMENTO
Taques quer extinguir MT Saúde
O boato é que a Unimed já saiu à frente tendo captado, sem qualquer tipo de oposição e com facilidades até para as consignações em folha, a adesão aos planos de saúde da Cooperativa.
Segunda, 20 de outubro de 2014
07:57
Chapeu  MEDIDAS IMPOPULARES
Pivetta anuncia demissões para enquadrar folha de pagamento
Demissões e redução de cargos comissionados devem manter folha em 50% da arrecadação.
Domingo, 19 de outubro de 2014
21:18
Chapeu eleições 2014
TSE proíbe propagandas em que Dilma e Aécio trocam acusações
O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu, na noite de ontem (18), suspender trechos da propaganda eleitoral do candidato do PSDB
Sábado, 18 de outubro de 2014
10:55
Chapeu Agronegócio
Cooperativa pode instrumentar moinho de trigo em MT
Estudo do Imea mostra que indústria é viável e sistema cooperativo seria solução ideal.
Sexta, 17 de outubro de 2014
07:44
Rodovias brasileiras tiveram "discreta melhora" em 2014, diz CNT
Em termos ambientais, se todas as rodovias fossem boas ou ótimas, o país teria economizado 737 milhões de litros de óleo diesel
Quinta, 16 de outubro de 2014
07:42
Chapeu RISCO
Incêndio demonstra fragilidades
A construção de novos edifícios em Cuiabá se é uma demonstração de pujança por um lado, é motivo de preocupações de outro. Será que "plantas padronizadas" não precisam, antes, de adaptação para serem construídas aqui?
07:38
Chapeu TRANSIÇÃO
Pivetta anuncia corte de 7 Secretarias
Seria interessante que a gestão pública do Estado não fosse transformada em simples laboratório para o exercício de voluntarismo. Revisão de organogramas precisam de estudos detalhados e não mera disposição de vontade de mandantes.
Quarta, 15 de outubro de 2014
10:58
Chapeu economia
IBGE mostra que vendas do comércio cresceram 1,1% em agosto
O volume de vendas do comércio varejista teve um crescimento de 1,1% na passagem de julho para agosto
10:50
Chapeu ELEIÇÕES 2014
Um debate tenso e áspero
Dilma elencou escândalos conhecidos e não apurados no Governo FHC, a saber: SIVAM (contrato biliardário para um sistema de vigilância da Raytheon para a Amazônia), a "Pasta Rosa", um esquema de financiamento a políticos por Caixa 2

+ ver todas as matérias
Eparre

 Prenúncio


O bloqueio de contas do governador e de seus principais secretários decretado pelo em caráter preliminar pelo juízo da Vara de Fazenda Pública é um mal sinal. Vem mais coisa por aí.

 Banca


Espalha-se que o primeiro escalão do governo que sai já tem uma boa banca de advogados para se manter em liberdade e garantir o patrimônio embora já se saiba que boa parte das posses já têm outros proprietários.

 Transição


A transição já foi normatizada pelo governo que sai. O tema prevalecente nas coletivas, no entanto, é corrupção. Um discurso cansativo e que já cumpriu a sua finalidade eleitoral. Trata-se, agora, de investigar os casos e manter o embalo de Mato Grosso.

 Bola pra frente


O povo, agora, quer saber de bola pra frente. Que se responsabilizem os que fizeram mau uso do dinheiro público mas que não se faça disso a razão de existir de um período administrativo. O Estado precisa mais do que isso. Investigar e punir é obrigação e tarefa cotidiana a ser tocada com outras de não menos importância.

 Aflição


Adeptos das campanhas Dilma e Aécio não escondem a aflição. Nem a dianteira é tão grande que não possa ser superada,nem a rabeira, nesse momento, é decisiva. Ainda há muito jogo pela frente.

Eparre

Sexta, 24 de outubro de 2014
Daniel Fernandes
O que será que está havendo com esse pessoal? Esse modelo de representação política tá falido mesmo. Ninguém foi ouvido. Será que os servidores preferem o SUS MELHORADO? Rs..rs...rs..Pergunta: pq ninguém critica a Unimed? Será a instituição perfeita? Até achei estranho ler isso num site.

Quarta, 22 de outubro de 2014
Geraldo Fernandes
O que será que o Taques vai fazer com o Detran? Todo mundo sabe que quem manda lá é o Mauro Savi.

Quarta, 22 de outubro de 2014
Sergio Araujo
Quem abriu o mercado chinês para a carne brasileira? Dilma. Quem abriu o mercado russo para a carne bovina, de frango e de porco? Dilma. O que os produtores rurais podem ter contra uma presidenta capaz de um trabalho dessa natureza? é só lembrar a reunião dos BRICS em Fortaleza ainda este para ver o resultado desse esforço. Esse Estado não merece dar mais uma vitória para a tucanaiada.

Segunda, 20 de outubro de 2014
Laudemir
Putz meu. Esse berranteiro matador de onça não é mole não! Segura peão...

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
Stealth Electric Bikes - Bicicletas elétricas muito estilosas
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados